Whatsapp

Venha tomar
um café

Agende um dia e um horário para nos visitar. Enviaremos um e-mail confirmando a data.
Vamos tomar um café?
Whatsapp

A Trena liga
para você!

Deixe seu contato abaixo que retornaremos para você o mais breve possível.
Trena liga para você
Baixe a apresentação do empreendimento
CTA Empreendimento
Porque vale a pena morar no Santo Antônio.
por admin

Belo Horizonte é conhecida por vários predicados, principalmente, por ser uma metrópole que ainda conserva os ares interioranos. A capital traz todo o charme e os laços afetivos que proporcionam a sensação de que, assim como em uma cidade pequena, aqui todo mundo se conhece. Com bairros que mantém o aconchego típico mineiro, o Santo Antônio se destaca pelo seu tradicionalismo.

Localizado na região Centro-Sul da capital, o bairro é conhecido por suas ruas arborizadas, casas com arquitetura de época e pela agitada vida noturna, sendo aprovado com nota máxima por seus moradores. E não é por menos: além de contar com tudo isso, a região também traz diversas opções de comércios, escolas, serviços e lazer. Por lá, é tudo pertinho, mesmo, e não com aquele “ali” de mineiro.

MOBILIDADE E PRATICIDADE

Conveniências estão em praticamente todas as vias do bairro, que tem suas principais ruas e avenidas batizadas com nomes das cidades de Minas, como Congonhas, Santo Antônio do Monte, Leopoldina e Carangola.

Envolto pelas Avenidas do Contorno, Prudente de Morais e pela rua Viçosa, os moradores têm acessibilidade para ir e vir a todos os cantos. Aqui, o que não falta são opções para facilitar o cotidiano, seja de carro ou a pé. Uma das regiões mais desenvolvidas da cidade, que contribui positivamente com a qualidade da vida, já que infraestrutura e comodidade se traduzem em bem-estar.

Completo e na medida de uma rotina prazerosa, o Santo Antônio tem de tudo, desde parques, praças e clubes até uma escultura considerada patrimônio cultural: a sua famosa vaquinha. Toda feita em concreto, a obra está em exposição permanente na Rua Leopoldina, sendo tombada pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte. Um bairro que carrega muitas histórias, tendo sido, inclusive, cenário para as filmagens de O Menino Maluquinho (1997), adaptação para os cinemas da obra do cartunista mineiro Ziraldo.

Apesar de ser tradicional em sua fundação, causos e contos, os mais jovens – e também mais boêmios – ainda podem usufruir de suas diversas opções de restaurantes e bares badalados. Um cantinho especial da cidade que pode – e deve – ser avaliado a fundo por quem está pensando em comprar um imóvel para viver ou investir, uma vez que a região, que já tem o rótulo de nobre, está ficando cada vez mais valorizada.